quinta-feira, 18 de maio de 2017

Museu Nadir Afonso - Chaves

No dia internacional dos museus nada melhor que começar por uma visita ao Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso. Localizado em plena Veiga de Chaves, na margem direita do rio Tâmega, trata-se de um equipamento de grande relevância cultural, recentemente construído com projecto de Siza Vieira e dedicado ao arquitecto e pintor flaviense Nadir Afonso. Nesta data expõem-se também obras da colecção da Secretaria de Estado da Cultura, em depósito do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, onde se encontram representados vários autores como Manuel Baptista, Eduardo Batarda, Pedro Cabrita Reis, José de Guimarães, Graça Morais, Júlio Pomar e outros.





Os Portugueses, 1968
Espacillimité, 1959


Vista para o exterior
Tempo, 1962
Atenas, 1963

Antropomorfismos, 2005
Alda, Espelho do Mundo, 1987 (Graça Morais).

Inês de Castro, 1986 (José de Guimarães).





domingo, 7 de maio de 2017

7.05.2017 - Mãe, para sempre!

Em memória da minha Mãe e de todas as Mães que já partiram:


Porque Deus permite
que as mães vão embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga,
quando sopra o vento
e a chuva desaba.
Veludo escondido
na pele enrugada,
puro pensamento.


Morrer acontece
com o que é breve e passa,
sem deixar vestígio.
Mãe na sua graça,
é eternidade.
Porque Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?


Fosse eu Rei do Mundo
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
Mãe ficará sempre
junto do seu filho.
E ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Carlos Drummond de Andrade

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Romaria de Nª. Sª. das Brotas. Chaves, 24 de Abril.

No interior do forte de S. Neutel, na capela da padroeira, realizou-se, na passada Segunda Feira, a tradicional festa de N.ª S.ª das Brotas. Durante a manhã teve lugar uma missa campal e, pela tarde, o tradicional bailarico seguido pelo convívio das merendas.
Se na parte religiosa ainda se nota uma apreciável adesão, a parte profana constitui uma leve sombra de que foi noutros tempos.
De qualquer modo é de louvar a Comissão de organização que, a todo o custo, mantém viva a tradição desta simpática Romaria.

De manhã, a caminho da missa.
O 1º degrau é uma cartela que deveria ser preservada.
 
Missa pelo Reverendo Pároco Hélder Sá

Ao centro do altar encontra-se o S. Neutel.

A padroeira Nª Sª das Brotas
Vista do interior do forte sobre a cidade.